22 maio 2012

Arma

Olhos me perseguem
Olhos são câmeras,
martelos e armas.

O objeto corre de sua visão
Olhos crescem sem perceber
e derrubam os outros
Tão grande seu tamanho
que ocupa o espaço de
uma alma e a mata de forma crucial.
Postado por Thalia Melo

4 comentários:

Daniele Moreira. disse...

Oi Thalia, tudo bem? *-* Fiz uma CONVOCAÇÃO para todas as blogueiras no meu blog, dá uma olhada e participa, por favor? *-*
http://ogato-leitor.blogspot.com.br/2012/05/convocacao-para-todas-as-blogueiras.html

Samantha M. disse...

Que poema lindinho! *o*

Bem, venho aqui te convidar para participar de um Book Tour! Confere aqui: http://wordinmybag.blogspot.com.br/2012/05/book-tour.html

Beijos,

Samantha Monteiro
Word In My Bag

Brubs. disse...

Que lindo poema *--*
Bruna-Livros de Cabeceira

Thalia Melo disse...

Obrigado...

Postar um comentário