19 maio 2012

Resenha: Um Mundo Brilhante

Livro: Um Mundo Brilhante
Autora: T. Greenwood
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336
Classificação: ★★★★★ (3/5)
• No Skoob

O que fazer quando o mundo em que você vive NÃO É O LUGAR A QUE VOCÊ PERTENCE? 

Pela capa, imaginei que seria um livro totalmente sobrenatural ou  sobre uma história "diferente". Porém depois de ler, conclui que o livro é sobre a vida, suas escolhas e consequências. Tinha tudo para ser um livro ótimo, mas demorei muito para lê-lo pelo fato dele não ser escrito de uma forma que me deixou curiosa no início. São frases curtas e algumas, desnecessárias.

A história é sobre Ben Bailey, um jovem professor de História e barman nas horas vagas. Ele é noivo de Sara, uma jovem enfermeira. Ben vive angustiado por não conseguir realizar seus sonhos como profissional e pela pressão que Sara coloca sobre ele, com coisas para o casamento etc.

Porém sua vida muda muito em uma manhã de inverno, quando Ben sai para pegar o jornal e encontra um jovem indígena, Ricky, inconsciente e brutalmente machucado na porta de sua casa e presencia o seu último momento vivo. A polícia não faz nada, pois pensava que o jovem morreu porque bebeu demais e Ben passa ter um objetivo: descobrir o que ou quem, causou a morte do garoto.

Depois de algumas pistas e de descobrir que ele o "conhecia" , pois o garoto frequentava o bar que Ben trabalhava, ele conhece a irmã de Ricky, Shadi. E os dois acabam se envolvendo amorosamente, ao longo do livro (Sendo que Ben ainda era noivo de Sara).

Na procura pelo culpado, a autora nos apresenta o passado e o presente conturbado de Ben. Ele se encontra perdido e não sabe quem escolher: a felicidade, Shadi (quem ele realmente ama) ou a responsabilidade, Sara (que espera um filho de Ben).

Enfim, no começo o livro é bem parado e muda quando Ben corre atrás do culpado. Porém, nada que tenha me prendido a atenção (por isso, a classificação).

Com o final -que eu achei ótimo- do livro, o leitor passa a refletir sobre suas escolhas e consequências, assim como Ben. Indico para quem está cansado de histórias sobrenaturais e quer algo mais "real". 
Postado por Ana!

8 comentários:

Samantha M. disse...

Olá!!


eu gostei bastante desse livro, pena que você deu só duas estrelas. :P



Beijos,

Samantha Monteiro
Word In My Bag
(dá uma passadinha lá)
http://wordinmybag.blogspot.com

Brubs. disse...

Eu gostei muitooo do livro, pena que você não gostou.
Gosto é gosto né. :D
Beijoos
Bruna-Livros de Cabeceira

Matheus Souza disse...

Oi Ana!

Acho que a Novo Conceito meio que nos engana com essa, o nome e a sinopse que eles fazem. Mas não cheguei a esperar demais uma história sobrenatural e acabei me apaixonando pela trama de novela do livro. Os dramas familiares me fascinam e a história de Ben é algo bem legal, mas não algo que muda sua vida ou possa ser destaque entre suas leituras. Serviu apenas para passar o tempo. Adorei sua resenha, parabéns.

Obrigado pela visita,
www.bobagenselivros.blogspot.com.br

Samantha Culceag disse...

A capa é bem interessante, e o título chamativo.
Bjs Samantha
sopramenores.blogspot.com.br/

Isabel disse...

detesto quando sinopses passam a ideia errada! hahah enfim, esse livro já me chama a atenção há algum tempo - até porque mesmo os pontos negativos desse livro não são coisas que em geral desprezo. ótima resenha!

Milly disse...

Oi flor :)

Ain, quero tanto ler esse livro! Tenho muita curiosidade!
Jah li opniões bem diferentes a respeito.. uns falando que amaram, outras que nem tanto.. enfim, quero ter a minha opnião, e logo! rs
Adorei sua resenha!


Beeijos,
Ler e se Aventurar

Moda e eu disse...

Eu tenho esse livro e ainda nao li, mais ele é lindo

:D

beijos

Lu Tazinazzo disse...

Nossa, eu achei esse livro 5 estrelas!

Beijão

Lu Tazinazzo
http://aceitaumleite.blogspot.com.br

Postar um comentário