30 janeiro 2012

O que é SOPA e PIPA?

Um dos assuntos mais falado nesses últimos dias, foi sobre esses dois: SOPA e PIPA . E confesso que fiquei decepcionada quando fui pesquisar no famoso  site Wikipédia, e ele me deu uma sessão de palavras na qual eu não entendi absolutamente nada. Então aqui vai uma explicação, para as pessoas, que assim como eu, não entendiam muito bem esse assunto...


Chamado de Protect Intellectual Property Act (PIPA), o projeto propõem penas de até cinco anos de cadeia para pessoas condenadas por compartilhar material pirateado 10 ou mais vezes ao longo de seis meses. Suas propostas também preveem punições para sites acusados de “permitir ou facilitar” a pirataria. Em tese, um site pode ser fechado apenas por manter laços com algum outro site suspeito de pirataria. E a lei, mais conhecida por SOPA é mais uma iniciativa dos republicanos, no sentido de preservar, o poder das grandes gravadoras, estúdios cinematográficos e editoras cujo modelo de negócios está sendo superado pelo de empresas como Google, Facebook, Twitter, YouTube e centenas de outras empresas da Web que sobrevivem com informações fornecidas por internautas. Empresas que não colaborarem para a vigilância sobre os sites que compartilham conteúdo ilegal serão punidas. O senador republicano Zoe Lofgren, da Califórnia, disse que a aprovação da proposta poderia significar o “fim da internet como a conhecemos”.

E vocês? O que acham desse projeto? Até a próxima x

Informações retiradas do blog Fashionaries
Postado por Ana!

10 comentários:

Carol disse...

Eu acho que as duas leis ( elas são diferentes!), como foram criadas, são uma grande porcaria. Não entendo o motivo de um site que compartilha conhecimento (como a wikipédia) precisar ser fechado, por exemplo...Se seguir esse ritmo, então, teoricamente, as bibliotecas públicas deveriam ser fechadas também, não?

Agora, por outro lado, se a lei fosse revista e repensada, eu acho que ela tem um quê de necessária sim...principalmente no quesito musical...gente, eu não compro um cd desde 2005/2006! Tudo bem que aqui no Brasil eles metem a mão e acabam cobrando de 25,00 a 30,00 por um, mas isso aí já é outra história...
O fato é que o povo da indústria musical esta ficando praticamente extinto...
Eu não sei qual seria a solução, mas li uma matéria bem legal sobre um artista brasileiro que falou assim "cara, se eles baixam, é porque gostam. Então, pirata ou não, o seu trabalho está sendo divulgado." Até tem um fundo de verdade e se os produtores e artistas tentassem tirar proveito disso, dessa relação com a internet, essa lei ridícula não existiria e eu estaria agora, feliz e contente, vendo Grey's Anatomy e Gossip Girl...T-T


rrsrsrsrsr

Bjooos!!!

Pabline disse...

Oi Ana!
Minha internet ficou de birra comigo e ficou 5 dias sem funcionar. Mas estou de volta \o/

Essas medidas são bem tensa. Realmente, a internet como conhecemos serie muito afetada com ambas as medidas. A internet tem um poder disseminador possante, e como qualquer coisa na vida, ela possui seus pros e seus contras... Mas medidas como essa, em que vemos que querem beneficiar principalmente empresas que de certa forma, entraram em crise por causa da net é algo bem discutível, viu...
Vou me informar melhor sobre esse assunto... Fiquei bastante interessada pela discussão.
Bjão!

-Amigas Entre Livros-

Gabi Lopes disse...

Ana, muito importante a divulgação dessa questão, porque de fato se algo assim for aprovado lá fora.. será o fim da net como a conhecemos e de blogs bacanas que falam sobre séries, filmes...
Enfim até nossas pesquisas seriam dificultadas...

É uma lei maç formulada, que tenta preservar os lucros das megacoorporações musicais e cinematografica...

Não leva em conta o público. Concordo com o que a Carol disse no comentario, é importante em alguns aspectos, mas deve sim ser reformulada..

Abraços!
Gabi
sonhosaventuras.blogspot.com

Portifolio das Letras - Juliana Martinelli disse...

Eu acho ridiculo, pois a arte não pode ser elitizada, se eles querem proibir os downloads, que abaixem os presos dos produtos!

E sim, sou eu sim, mas eu abandonei lá, porque?rs
http://portifoliodasletras.blogspot.com/

Portifolio das Letras - Juliana Martinelli disse...

e deixa eu te perguntar, como fez pra fazer parceria com editoras?

Fran Kukuty disse...

É um oligarquia que deseja manter seu monopólio e vê na internet uma ameaça sem limites e fronteiras, até onde a propriedade intelectual pode se expandir? Sinceramente, eu concordo plenamente com a Juliana Martinelli 'que abaixem os preços dos produtos!' (+1).
Afinal, as leis em teoria são criadas e foram estabelecidas em nossa sociedade para servir a população, contudo, nem sempre é assim. Acredito que estes projetos de lei são um retrocesso de toda a tecnologia e expansão intelectual que nós conquistamos e que a 'globalização' tanto valorizou, ocorre que com o aumento dos adeptos a este veículo diversos aspectos sofreram mudanças e ainda temos oligarquias que querem puxar os freios da carroça e manter a utopia de que possui o mundo em suas mãos!
Resumindo (eu sei q ñ era para escrever uma redação) mas o que mais tá incomodando é está dando o maior trabalho para continuar a assistir minhas séries =/

Fernanda Fusco disse...

Bom, sou da opinião de que disponibilizar filmes, músicas e softwares na internet sem autorização do devido autor é errado - apesar de eu baixar esse tipo de conteúdo enquanto estiver disponível, claro! Acho que o que mais incomoda às pessoas - e me incomoda também - é ter que passar a gastar dinheiro com esses materiais, ao invés de baixá-los gratuitamente - todo mundo só pensa no próprio umbigo..
Pra mim, a censura deve existir ATÉ CERTO PONTO para garantir os direitos dos autores de determinados materiais, mas não concordo com uma punição tão extrema..
Como dizem, a pirataria nunca vai deixar de existir, então cabe a alguns criarem certas formas para tentar combatê-la - como o novo Megaupload, que pelo que li (e não tenho certeza se é boato) passaria 90% de seus lucros para os autores.

♥ Paty ♥ disse...

Excelente post, esse com certeza é um assunto que vai render muito pano pra manga ainda. Passando pra conhecer o blog e seguindo.

http://leiturasdepaty.blogspot.com/

Bárbara Murat disse...

Essa lei pode até ser boa pras gravadoras, como a Carol disse; pois eu também não compro um cd desde a época de RBD ou Rouge.. HAUHA. Mas ela vai dificultar MUITO e muitas coisas..
Adorei o post!

Beijos.

Lu Tazinazzo disse...

Eu sinceramente acho uma grande besteira dizer que isso é censura. É pirataria e pirataria é crime. Acho que os direitos autoriais devem ser preservados, mas as indústrias deveriam repensar preços e impostos cobrados pelos produtos, e principalmente aqui no Brasil, quando certo produtos nem chegam até nós. Não precisaríamos baixar nada se as obras fossem mais acessíveis.

Beijos

Lu Tazinazzo
http://aceitaumleite.blogspot.com

Postar um comentário