31 agosto 2012

{Resenha} Belle

Livro: Belle
Autora: Lesley Pearse
Editora: Novo Conceito
Lançamento: 2012
Páginas: 520
No Skoob

Era um lembrete para Belle de que há apenas poucos dias ela era tão inocente como a neve fresca, mas que o terrível homem tinha pisado na pureza de sua mente e lhe mostrado a dura realidade.

Londres, 1910. O livro conta a história de Belle Cooper, uma jovem de 15 anos que morava em um bordel, sem saber o que acontecia nos andares de cima e até mesmo sem saber o que significava a palavra "prostituta". Foi criada pela amiga de sua mãe, Mog, que era a empregada do bordel, pois sua mãe, Annie, sendo a administradora do lugar, não tinha muito tempo.

Porém, Belle perdeu toda a sua inocência quando foi ajudar Mog nas tarefas de casa e acabou adormecendo no quarto de uma das garotas que ganhava a vida na Casa de Annie, Millie. Ela acordou com o barulho de Millie entrando no quarto junto com Kent e correu para baixo da cama. Naquela noite ela presenciou os dois transando e descobriu o que era ser "prostituta. E pior do que isso, ela testemunhou um assassinato, quando Kent matou Millie. Em seguida, ocorreu seu sequestro, planejado por Kent e seu parceiro e Belle foi mandada para Paris. Ela deveria ter se assustado por ter sido levada até ali para ser uma prostitua, mas não sentia medo. Ela resolveu aceitar seu futuro e aproveitar a vida como cortesã. Mesmo assim, ela nunca deixou as lembranças de sua casa e seus amigos para trás, ainda cultivava uma imensa esperança de que pudesse voltar para Londres.

Em parte, ela julgava ruim que uma mulher vendesse o próprio corpo, mas por outro lado, não se importava. Ela havia visto o prazer no rosto daquele homem, as garotas o fizeram feliz, então por que aquilo podia ser tão ruim?
Os personagens são bem curiosos, cada um com seu jeito e simpatia. A personagem principal é exemplar, possui coragem e determinação. Noah, um jornalista e Jimmy, o único amigo de Belle tiveram um importante papel na busca pelo paradeiro da menina. E com certeza cativaram vários leitores. O desenvolvimento do perfil de Mog foi uma surpresa, ela passou a ser mais confiante e enfrentar as pessoas. Annie, a mãe de Belle, era fria e geralmente não demonstrava seus sentimentos, mas em alguns capítulos a autora nos revela um lado interessante do passado de Annie e explica porque ela é assim. Dentre outros personagens, Etienne foi um dos mais importantes. Ele acompanhou Belle de navio até New Orleans e cultivou um enorme carinho por ela, assim como Belle por ele.

Como as coisas tinham mudado desde então! Ela havia viajado milhares de quilômetros e passado de virgem à prostituta, de menina à mulher. Não acreditava que havia algo de novo a aprender sobre os homens; todas as ideias românticas que ela já tivera a respeito de namoro, amor e casamento, não mais existiam.
O livro é recheado de surpresas e reviravoltas que irão surpreender o leitor do início ao fim! Ao ler, percebemos que a autora pesquisou bastante até escrever essa fantástica história. Ela resolveu aprender sobre Londres naquela época e sobre as prostitutas, os caras e até mesmo as mulheres que tratam essas meninas como mercadorias. Lesley detalhou perfeitamente cada momento da história de Belle e narrou de uma forma que o leitor pudesse sentir o sofrimento e a alegria da personagem. A leitura é tensa e pesada, mas vale muito a pena.

Classificação:
Favorito
Postado por Ana!

7 comentários:

camilamodacarv disse...

Gostei muito do teu Blog... te seguindo..visite o meu blog e se gostar me siga também...abraço

Elcimar Reis (AndyReis) disse...

Hummm.... Nunca li uma resenha completa desse livro, tem aqui no blog?

Acesso Permitido.
Projeto Discipulando.

Garota do Livro disse...

Adorei a capa do livro, ele é bem grande né?
Um beijão.
http://livrodagarota.blogspot.com.br/

Sofia disse...

Oie Ana!! Esse livro é lindo, mas não leria, rsrs...

Beijão!
Lendo de Tudo

Lu Tazinazzo disse...

Li Roubada, da mesma autora, e acabei achando o livro meio forçado. Talvez Belle seja melhor, mas não leria no momento.

Beijão

Lu Tazinazzo
http://aceitaumleite.blogspot.com.br

Ana Leonilia disse...

Oi, Ana :)

Não sei porquê, mas eu sempre acho que esse livro tem algo de distópico. Desse ser porque é um gênero tão comum ultimamente.

"Belle" parece mesmo um livro profundo, cheio de detalhes e senso crítico. O tema é muito forte.

Tenho meu exemplar aqui e vou ler em breve.

Bjs ;)

lilian alipio disse...

Gostei da resenha mas o tema do livro é forte

Postar um comentário