30 agosto 2012

Panic! At The Disco



Bom, hoje estou aqui para falar de uma coisa que eu amo: Panic! At The Disco. Eu nem preciso dizer que sou fã por que fanatismo é pouco para descrever o que sinto pela banda. Pensei em contar a história da banda, mas tive a ideia de também contar como a conheci e me tornei a “fã” (para não dizer loucamente apaixonada) que sou hoje até como uma forma de vocês me conhecerem além dos poemas.
A banda nasceu com o Spencer Smith e Ryan Ross, no começo a intenção deles era apenas se divertir tocando as músicas da banda Blink 182. Foi então que os dois cansaram de fazer covers e resolveram montar uma banda de verdade, assim convocaram seus dois colegas de escola Brent Wilson e Brendon Urie para tocaram baixo e guitarra.
Tudo mudou durante um show de talentos do colégio , em que o Brendon participou e os integrantes da banda ficaram impressionados com a voz que ele possuía assim o convidaram para ser o vocalista. A partir daí a banda começou a praticar na sala de estar da avó do Spencer e a compor músicas que mais tarde viraria o álbum “A Fever You Can’t Sweet Out”. Foi quando a banda postou algumas de suas músicas no MySpace e despertou a atenção do baixista da banda Fall Out Boy que apresentou a banda à FueledByRamen.
O gênero mais frequente das músicas é o rock alternativo, mas tem muitos outro gêneros, por isso não gosto muito dessas classificações.Ganharam em 2006 prêmio no VMA de Vídeo Clipe do ano com I Write Sins Not Tragedies. E depois nesse mesmo ano teve a  mudança no baixo passando a ser Jon Walker ao invés do Brent. 

Em 2009 Jon e Ryan anunciaram que estariam deixando a banda por conta de divergência musical. Porém para aqueles que pensaram que seria o fim da banda, Spencer posta uma demo da nova música chamada Oh Glory.
 O primeiro trabalho da banda sem Ryan e Jon foi New Perspective, que mais tarde se tornou trilha sonora do filme Garota Infernal. Foi assim que conheci a banda pelo filme, achei a música sensacional e procurei na internet quem tinha feito.
Quando descobri a banda lembrei que já havia escutado I Write Sins Not Trajedies, e que assisti por muito tempo na MTV o clipe, mas na época eu tinha 8 anos e o que gostava mesmo era  Hannah Montana, gostaria de ter sido fã desde de o início porém já sou feliz só por ter tido a curiosidade de procurar pela banda após ver o filme.
A Fever You Can't Sweat Out- Lançado em 2005.

Pretty Odd- Lançado em 2008.
Vices & Virtues - O mais recente, lançado no ano passado.
Não posso dizer quais são minhas músicas favoritas porque não tenho, adoro todas as músicas porém entre os três álbuns o que menos escuto é o primeiro. Gosto muito dele também, mas Vices & Virtues e Pretty Odd são muito bons. Para deixar então um pouco da banda que hoje é constituída pelo Spencer e o Brendon mais o Dallon no baixo e o Ian na guitarra(só que os dois só são músicos de turnê)  colocarei o clipe Ready to Go, que talvez alguns de vocês já conheçam pois esteve no filme Smurfs. E quase ia me esquecendo hoje é aniversário do Ryan, um dos criadores da banda então: Happy Birthday !
Postado por Thalia Melo

3 comentários:

Isabel disse...

Adoro Panic! at the disco. A única coisa ruim é que falar o título de algumas músicas é concurso de apneia - a minha preferida, por exemplo, é The only diference between martydrom and suicide is press coverage hahah Tipo, mt grande!

Thalia Melo disse...

Haha, pois é. Acho que eles se empolgam na hora do título e essa música que você disse é muito boa, mas sou suspeita para falar para mim todas as músicas deles são assim.

Ana Terra disse...

Quase todos os títulos são enormes haha Tipo Lying is the most fun a girl can have without take her clothes LOL <3 Mas as músicas são perfeitas. A voz do Brendon é tipo *O*

Postar um comentário