09 setembro 2012

Turbulência

Há uma arma apontada 
na minha direção.
Morte ou desafio?

Deixe suas cartas,
não jogamos
somos o jogo.

Sonhe por aquilo
que já foi conquistado.
Salte por entre as estrelas,
caia junto com lua.

Há algo apontado para mim
e isso só aquele é capaz de ver.
Postado por Thalia Melo

3 comentários:

Elcimar Reis (AndyReis) disse...

Sou apaixonado por seus poemas, estou pensando em indica-los no Acesso Permitido!

Acesso Permitido.
Projeto Discipulando.

Thalia Melo disse...

Nossa muito obrigado, depois que você passou a comentar aqui eu passei a frequentar seu blog, me identifico com muitos de seus posts.

Matheus Souza disse...

Oi Thalia!

Wow, adorei! É bem profunda e impactante.

*hugs*, Matheus Goulart.
Depois passa lá no blog pra ver o novo visual *--*
www.bobagenselivros.com

Postar um comentário